Micropigmentação e truques para manter suas sobrancelhas perfeitas

Uma sobrancelha bonita e bem feita faz toda a diferença para a aparência e estrutura do rosto. Tanto que o formato inapropriado pode deixá-lo desarmonizado e sem expressão, enquanto que o correto valoriza tanto o rosto como o olhar. No entanto muitas mulheres sofrem com falhas, pouca quantidade de pelos ou fios muito claros. Por isso a busca por procedimentos estéticos relacionados ao preenchimento e molde das sobrancelhas tem aumentado cada vez mais, como a micropigmentação – a queridinha do momento.

Basicamente esse procedimento consiste em, como o nome já diz, utilizar um pigmento na epiderme, para desenhar os fios da sobrancelha, cobrindo falhas ou sua total falta. Apesar de não ser tão invasivo como a sobrancelha definitiva, por ser feito na camada mais superficial da pele, alguns cuidados como limpar a pele e hidratá-la da maneira certa e utilizando os produtos corretos são essenciais para manter a cor por mais tempo e evitar quaisquer complicações. Por isso vamos dar algumas dicas do que fazer antes e depois desse procedimento e contar um pouquinho mais sobre o que é essa tão falada micropigmentação.

O que é micropigmentação

Como já falamos, esse processo de desenhar as sobrancelhas é feito na camada subcutânea da pele e, como os fios são desenhados um a um, seguindo o contorno original dos arcos, o resultado é bem realista e natural.

Para realizar essa técnica, que também pode ser usada para outras finalidades como delinear os olhos, lábios, couro cabeludo e até mamilos após cirurgia, é utilizado um dermógrafo, aparelho que lembra uma caneta com agulhas bem finas, responsáveis pelo traço que mimetiza os pelos.

Além de indicada para corrigir imperfeições, como preencher falhas e disfarçar acromias, essa técnica é a escolhida de muitas mulheres que apenas desejam realçar sobrancelhas finas ou definir melhor seu formato.

Quais as diferenças entre micropigmentação, dermopigmentação e maquiagem definitiva

Todos esses procedimentos têm a mesma intenção, então qual a diferença entre eles e por quais motivos devo escolher um e não outro? Bom, eles são bem parecidos mesmo, mas há algumas divergências, especialmente no que se refere ao resultado.

A primeira técnica a surgir e que ficou bastante popular na época foi a maquiagem definitiva, que utiliza os mesmos preceitos da tatuagem, atingindo uma camada mais profunda da pele em que não há renovação celular e, portanto, durando mais. Entretanto, a aparência tende a ser mais ‘pesada’ e não tão natural de início, somente após 30 dias apresenta um aspecto melhor.

Já na micro e na dermopigmentação, apenas a camada mais superficial é atingida, a qual constantemente passa por descamação e renovação, o que faz com que o pigmento seja expulso aos poucos, tendo uma duração máxima de 5 anos, se feito o retoque, mas geralmente permanece de 12 a 18 meses. Por isso é necessário realizar uma nova sessão periodicamente para manter a intensidade da cor e o desenho.

As cores geralmente são mais claras que as da tatuagem, e os tons do pigmento se igualam melhor aos da pele. Apesar de durar menos, é a versão que provoca menos dor – a qual se resume mais em um incômodo, como o que sofremos ao tirar as sobrancelhas -, mas também pode ser feito o uso de um anestésico na região se a pessoa preferir.

Já falamos bastante aqui sobre a dermopigmentação, e seus conceitos geralmente se misturam aos da micro, mas para resumir, na prática, a primeira não desenha os fios, mas faz uma espécie de sombra esfumada, cobrindo a sobrancelha de forma bem natural também, pois é sutil e efetiva.

Cuidados pré-micropigmentação

É importante tomar algumas precauções antes de realizar o procedimento. A maior delas é pesquisar bem, procurando profissionais de confiança e clínicas estéticas com uma boa reputação. Busque conselhos e indicações de quem já fez. É importante também que antes da aplicação do pigmento uma pequena quantidade dele seja testada em outra parte do corpo, geralmente no antebraço ou pulso, para confirmar se não há risco de ele causar alguma reação alérgica.

Pessoas que estão realizando algum tratamento específico, como os à base de ácido para acne, devem pausá-lo por pelo menos 15 dias antes de fazer a micropigmentação ou consultar seu médico. Mulheres com problemas de cicatrização e formação de quelóides também devem primeiro passar por uma avaliação dermatológica.

Cuidados pós-micropigmentação

Após o procedimento, é preciso atenção redobrada para permitir a devida cicatrização da pele e a absorção do pigmento. Sendo assim há uma lista de cuidados a se seguir, que vão desde como limpar a pele adequadamente até evitar algumas coisas:

  • Tente não se expôr ao sol por pelo menos três dias.
  • Também fique longe de piscinas, saunas e água do mar, pois podem desbotar o pigmento.
  • Resista à tentação de coçar e cutucar as possíveis casquinhas que se formam, para evitar futuras infecções.
  • Não toque o local com as mãos sujas, sempre higienize-as antes.
  • Procure não molhar a região nas primeiras horas após a realização do procedimento, mas como limpar a pele é essencial depois de 24 horas, lave o rosto de preferência duas vezes ao dia com sabonete de pH neutro e suave, evitando produtos abrasivos.
  • Deixe uma toalha separada exclusivamente para secar o local, para evitar contaminação cruzada.
  • Evite utilizar cosméticos na região por 28 dias (isso inclui ácidos e esfoliantes), e tenha cuidado para não derramar shampoo, o que pode comprometer a fixação do pigmento; apenas aplique a pomada cicatrizante indicada pela profissional.

Se seguir as orientações de sua esteticista com certeza não haverá problemas e conseguirá manter suas sobrancelhas lindas e delineadas por mais tempo!

Confere meu outro post com vídeo mostrando a minha dermopigmentação, aqui. Um super beijo lindezas!

 

Curta e compartilhe!

Leave a Reply

Siga e compartilhe o Tô Linda!